Dois poetas de gerações diferentes e igualmente fantásticos.

DOIS POETAS NECESSÁRIOS

Ainda em clima de poesia potiguar quero falar hoje sobre dois poetas que vêm imprimindo sua escrita na história da literatura local. Mesmo crendo e entendendo que a poesia que se faz aqui não tem itinerário nem no chão nem no tempo.

O primeiro é natural de Minas Gerais, mas isso não importa por que desde 1976 erradicou-se por aqui, onde foi professor da UFRN. JOSÉ DE CASTRO é autor de livros infantis, dentre eles “O mundo em minhas mãos”, “Poetrix”, “Dicionário engraçado”. É membro da Sociedade dos Poetas Vivos e Afins – SPVA, do Movimento Poetas del Mundo e da União Brasileira de Escritores – UBE.

Seu último livro se chama “APENAS PALAVRAS”, um adorno, na verdade. Digo isso, por que as palavras de “Zé”não cabem no ‘’apenas’’. E quem já esbarrou com ele pelos saraus da vida ou encontros poéticos pode confirmar isso em sua personalidade. Veja os versos a seguir:

 

“Correi pelos campos,

cavalos do tempo,

outuno já deita

suas crinas ao vento. ” 

 

Ou ainda, “Sou folha também | Soprada de abandono. | Outono, por dentro, me desfolhou”. José de Castro transporta para o papel a leveza de quem já assimilou os saberes da vida e como quem colhe flores faz poesia.


O próximo poeta, na verdade é uma. SINHÁ. Seu primeiro livro é “Devolva Meu Lado de Dentro”, em 2012. Dois anos depois publicou “Na veste dos Peixes as Palavras de ontem”, e mais recentemente lançou “Manga espada”. 

Sinhá tem versos cortantes que descem pela garganta à contragosto. Posso dizer que seu primeiro livro foi um dos mais impactante que já li. A cada nova página uma nova tomada de fôlego. Como abaixo:

 

“No meu peito

não tem miséria,

é carne farta

de coração”.

 

Ou ainda: “as lágrimas | são todas tintas | quem chora | colore o mundo”. Sinhá transporta para o papel a crueza de quem já assimilou os dissabores da vida e como quem arranca flores faz poesia.

 

Semana que vem continuamos nosso passeio pelos poetas de casa. Sugiro a você que procure saber mais sobre eles. O encantamento é garantia. O que trago aqui é apenas uma gota. O oceano é vasto. Mergulhe sem medo.

Todo o conteúdo publicado nesta seção, é de inteira responsabilidade do seu autor. A Agenda Natal não necessariamente concorda com as opiniões aqui expressas e não impede a liberdade de expressão de cada pessoa que colabora com o site.

META